h1

Reino Proibido – Forbidden Kingdom

outubro 29, 2009

Ontem cheguei em casa meu pai estava dormindo na poltrona e esse filme passando. Ele subiu pra dormir e eu fiquei vendo o filme(apesar de já ter assistido). Na verdade, eu assisti esse filme logo assim que ele saiu, afinal de contas é Jackie Chan e Jet Li num mesmo filme! Os dois são monstros do Kung Fu(pelo menos em Hollywood) e nunca haviam atuado juntos.

Pra quem é meio aficionado pelo oriente(como eu xP) o filme é um prato cheio. Uma história fantasiosa cheia de sugestões e ligações com a mitologia chinesa e tendo como base a história chinesa “Jornada ao Oeste”. O filme é cheio de pequenas citações que eu até tive que procurar pra saber de onde eram, percebi um erro de descontinuidade quando assisti dessa vez e como sempre me maravilhei com as cenas de luta.

the_forbidden_kingdom

Papel de parede do filme

Diferente de alguns filmes que você passa metade do tempo falando que aquilo é mentira, O Reino Proibido usa umas cenas tão bem feitas, que você fica pensando se eles usaram efeitos especiais ou realmente fizeram aqueles movimentos. Pra quem não gosta de filmes de lutas muito intrincados pode assistir tranquilo. Durante o filme você ri em várias cenas entre o protagonista e Jackie Chan. Também conta com suas partes dramáticas como a morte da ******SPOILER***********pardal ou quando ele é obrigado a ajudar os valentões a assaltar a loja.

O filme também conta com algumas sacadas filosóficas que te deixam pensando(motivo desse post!) e passa uma mensagem legal pra audiencia. A melhor pra mim é essa:

“If one does not attach himself to people and desires, never shall his heart be broken. But then, does he ever truly live? I would rather die a mortal, who has a care for someone, than a man free from his own death.” – Lu Yan

Traduzindo seria algo do tipo, “Se um não se apega a pessoas e desejos, seu coração nunca vai ser quebrado. Mas então, será que ele alguma vez viveu de verdade? Eu preferiria morrer um mortal, que tem alguem importante, do que um homem livre do seu próprio coração.”

Cara, você tem que adimitir,  ele mandou muito bem nessa! Nunca vou encontrar um momento pra usar uma frase dessas. Quem sabe quando tiver um filho eu não mando uma dessas xD

Mas voltando ao filme, ótima opção pras noites de sábado chuvoso ou quando a festa mela. Não se tornou nenhum clássico mas não deixa nada a desejar!

About these ads

4 comentários

  1. frase legal xD


  2. corringindo a traduçao:
    ‘Quem não se apega a pessoas e desejos, nunca terá o seu coração partido. Mas então, terá essa pessoa realmente vivido? Eu preferiria morrer como um mortal (die as a mortal), que tem um carinho por alguem, do que um homem livre de sua própria morte’


  3. Sim, esse filme é muito interessante e outra sacada legal dele é no final.
    “Toda história termina, para uma nova começar”


  4. ele também falou essa: dizem que o mestre e o aluno sempre caminham lado a lado compartilham seus desejos até que a morte os separam



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: