h1

Animes – Parte 1

julho 8, 2009

Já vou avisando que esse vai ser um post grande pois é um assunto que AMO!
Pra quem não conhece, anime(a pronúncia é animê, apesar de eu tb falar errado ><) é o nome dado as animações japonesas. O grande diferencial sempre foram os olhos grandes, que permitiam ao animador expressar muito mais do que um olhar mais real(Stallone que o diga).
Muitas vezes são baseados em uma história que foi publicada como mangá(os quadrinhos japoneses que se le da direita pra esquerda) e posteriormente adaptada. Hoje em dia com a globalização e a internet, temos muito mais acesso a esse tipo de entretenimento, mas muitas vezes não notamos que o que estamos vendo é na verdade um anime.
Pra quem nasceu nos anos 80, deve se lembrar de um desenho que fez muito sucesso chamado Cavaleiros do Zodíaco(tá fui sarcastico, todo mundo lembra O_O). Na época todo mundo se referia a ele como um “desenho” normal, a única diferença era o conteúdo e os traços. Todos adoravam e ninguém sabia que era na verdade um anime. Na mesma época existiam outros, como DragonBall, Shurato, Sailor Moon, Yu yu Hakusho, Guerreiras Mágicas de Rayearth e pra quem é mais antigo já deve ter assistido Astro Boy ou Speed Racer(que virou filme recentemente).
Hoje em dia o mercado é muito mais aberto mais receptivo(apesar de ser mais concorrido) para novas animações. Quem acompanha pode sempre estar assistindo a um anime novo e do gênero que gosta. Falando nisso existem todos os tipos de anime que vc pode imaginar, para crianças pequenas(Doraemon foi muito popular), pra garotos que sonham com super poderes existe o shonen, para meninas que sonham com um príncipe existe o shoujo, para platéias mais maduras o seinen e para quem procura algo mais erótico o hentai(não podia deixar de falar dele).

Isso foi só a introdução, pra quem quiser ler umas dicas de bons animes só continuar lendo.
Acho que antes de colocar as dicas o melhor é falar de como os animes entraram definitivamente na minha vida(quase um caso de amor).
Quando era pequeno eu era fissurado em Cavaleiros do Zodíaco, Shurato, YuYu Hakusho, Super Campeões e todo o resto da programação da falecida Manchete. Além disso assistia DragonBall no SBT(que não comprou todos os episódios então nunca chegava ao fim da história) e um ou outro filme que aparecia na locadora. Existiam ainda os tokusatsus como Jiraya e Black Kamen Rider mas isso é material pra um post só deles. Quando cresci e a Manchete morreu, fiquei orfão de animes durante todo o segundo grau. Mas aí veio a faculdade.

Fazendo computação na Uff pensei que só iria encontrar nerds e apesar da maioria não ser, o primeiro cidadão da minha turma que conheci era, sorte minha. Em menos de um mês de aulas eu notava Bolinha, Marcos e He-man conversando sobre algo que eu ficava perdido, tal episódio é muito bom, o outro nem tanto tá certo que só tinha acesso as novelas da Globo praticamente, mas algo tão bom assim eu devia ter visto já. Foi aí que eles me falaram que não tinha na TV, só baixando na net, então me emprestaram meu primeiro anime em japonês, Golden Boy.

Golden Boy

Oe Kintaro

Foi uma revolução! Foram 6 episódios mas que me fizeram rir muito, piadas que eu não esperava, situações inusitadas, conteúdo sexual, tinha de tudo. Golden Boy conta a história de Oe Kintaro, ele desistiu da faculdade de direito(a Toudai) apesar de já ter os créditos para se formar, desde então ele viaja pelo Japão na sua bicicleta estudando sobre a vida(e claro anota tudo em um caderninho). pode não parecer muita coisa, mas ele tem uma capacidade de aprendizado incrível e sempre encontra mulheres lindas nas suas viagens. Adicione um pouco de fetichismo, um pouco de erotismo e zero de vergonha e você tem Golden Boy.

Logo depois Marcos me passou o próximo, GTO. Great Teacher Onizuka é a história de Eikichi Onizuka. Na sua adolescencia fazia parte de uma gangue de motociclistas e quandro se formou resolveu virar um professor. Por mais improvável que pareça ele consegue um emprego apesar de ter se formado em uma faculdade de terceira. Mas pra quem esperava uma sala cheia de menininhas apaixonadas pelo professor, o que ele consegue é a pior turma da escola. Antes de se tornar um professor credenciado ele deve passar por um período de provação, será que ele aguenta essa turma? Bom, se eu contar perde a graça, na verdade eu não consigo transmitir toda a graça. Ele é tudo o que você não espera em um professor, mas acaba entendendo os alunos como ninguém. Foi meu primeiro anime mais sério. Tratava de problemas sociais sérios no Japão, como as gangues de estudantes, assédio de professores, prostituição, além de vários outros aspectos que não achamos normalmente por aí. Mesmo assim não é um anime muito sério e te faz rir bastante.

GTO

Onizuka Eikichi

Assistido GTO fui assistir algo mais light. Chobits(acho que foi aninha que me emprestou). No futuro os persocons são parte do cotidiano da humanidade, androides com aparência humana que auxiliam a seus mestres. Exceto para Hideki. Ele se muda para a cidade para a cidade para estudar e decide ter um, mas o preço é muito mais alto do que ele pensava e agora ele tem que trabalhar para conseguir comprar um. Até que um dia ele encontra no caminho pra casa um persocon numa pilha de lixo, será que ela vai funcionar? É um romance leve entre um cara e seu persocon, mas a maior parte do tempo conta com piadas e situações embaraçosas. Foi o primeiro anime que me deixou interessado na lingua japonesa. Ele tenta ensinar algumas palavras e termos e vc acaba gravando alguns.

Sumomo

Sumomo

Por enquanto é isso, depois eu posto sobre o anime que me fez ter uma visão diferente do que se tratavam animes. E que por acaso já tá tendo um remake.

4 comentários

  1. saudadees da Manchete D:
    eu obrigava a minha mãe a cantar a musica de CDZ comigo -q
    adoray o blog! tava olhando seus posts antigos e ri demais! xD
    e olha que achei procurando sobre Luna no Google lol
    bom, já está nos meus favoritos!


  2. esse post entao seria pra minha filha, que adora animes :)


  3. Ah eu falo anime mesmo, pra mim esse negócio de pronunciar animê não rola, mesmo pq é questão de pronúncia, não quer dizer q esteja errado… só os otakus enjoados que ligam pra isso.

    Sabia que CDZ não fez tanto sucesso no Japão como fez aqui no Brasil? O estouro aqui foi bemmm maior, escutei isso num podcast esses dias.

    Época de SBT eu gostava de ver Fly^^ Até pensei num post esses dias, ver se depois faço xD

    Golden Boy faz tempo que vi, não lembro se foi pq vc comentava dele…
    GTO não conheço.
    Awww Chobits *-*, “Hideki, Tadaima”. Um dos melhores animes que já vi, e ainda tenho o mangá completo :D

    Estou precisando pegar uns animes para ver, voltei a assistir Bleach, tinha parado na saga dos bounts (que acho q não tem no mangá) xD


  4. […] « O significado de Gustavo Animes – Parte 2 Setembro 27, 2009 Então, como prometido vou comentar mais um pouco sobre as minhas preferências em […]



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: